Fica menos complicado fazer um trabalho científico se você seguir estes 8 passos

Produzir um trabalho científico é importante por uma série de razões. É indispensável para quem deseja seguir carreira acadêmica, pois as publicações enriquecem o currículo Lattes. Se a pesquisa for relevante, o pesquisador tem seu nome divulgado e se torna alguém com credibilidade no meio.

No entanto, não é uma tarefa fácil. Por onde começar? O que priorizar? Qual linguagem utilizar? Infelizmente não existe fórmula pronta. Mas seguindo os 8 passos abaixo, você conseguirá organizar sua produção.

1. Escolha um tema que você goste

A grande pergunta antes de fazer um trabalho acadêmico é: que tema escolher? E para fazer essa escolha, nada mais justo do que pensar no que você gosta.

O trabalho científico é aprofundado, exige muita dedicação e leitura. Todo esse esforço fica ainda mais cansativo e monótono se for sobre um tema desinteressante para você, não é?

Então, pense em quais matérias da graduação você mais gostou até agora. Foque nas aulas, tópicos, leituras e laboratórios foram mais empolgantes. A partir daí, comece a listar possíveis temas para você produzir.

A dica é fazer um ranking com os assuntos da sua área que você mais gosta. E aí você terá os campos ideais para produzir um trabalho bem feito e proveitoso para você.

2. Pesquise sobre o que já foi feito e apresente um novo problema

pesquisaVocê sabe o que é revisão bibliográfica? É uma análise aprofundada e abrangente das publicações e pesquisas de uma determinada área. E é a primeira coisa que você deve fazer depois de escolher uma área de interesse.

Veja tudo o que já foi publicado, os problemas apresentados, os tipos de pesquisa. Inspire-se e vá guardando dados e fontes para utilizar na produção do trabalho. Para isso, você pode utilizar o Google Acadêmico.

É provável que você não consiga pensar em um tema 100% inédito. Então, o segredo para escolher um tema relevante é acrescentar um novo olhar ao que já foi feito.

Se você encontrou uma pesquisa muito interessante sobre o impacto da poluição dos carros nos rios e enchentes, por que fazer exatamente a mesma coisa? Além de tudo você corre o risco de cometer plágio.

Pense em um novo problema dentro do mesmo tema, como “os novos modelos de motores y e seu impacto na poluição da cidade x”. Dessa forma, você mantém um tema que é interessante para você, traz uma abordagem nova e um novo problema dentro da área.

3. Escolha um(a) orientador(a) com quem tenha afinidade

Dependendo do seu nível de graduação e do tipo de trabalho, você poderá contar com a ajuda de um orientador. O orientador é o(a) professor(a) responsável por ajudar você a realizar o trabalho. Ele(a) vai analisar o seu tema, fazer sugestões, revisar seu texto e a relevância da abordagem.

Num mundo perfeito, você teria afinidade com todos os seus professores de graduação. Mas infelizmente não é bem assim. Então, opte pelo(a) docente com quem mais se identifica e sabe que terá uma boa sintonia. Fique atento também ao nível de dedicação dele(a) com as produções dos alunos.

Nesta etapa, tome cuidado para que o orientador não transforme seu tema em um tema dele. Lembre-se: o trabalho é seu, é você quem vai produzir e a carreira é sua também. Aceite ajuda, mas não aceite ser mão de obra barata do seu orientador.

4. Defina o objetivo do trabalho científico

Quando se tem um objetivo fica muito mais fácil decidir quais ações serão tomadas. E não é diferente com o trabalho científico.

trabalho científicoAgora que você já decidiu o tema, o problema e conversou com um(a) professor(a), deixe seu objetivo bem claro e focado. Isso facilitará muito o processo de pesquisa e redação.

Pense nas seguintes questões: onde eu quero chegar com este trabalho? Que contribuição eu quero dar para essa área do conhecimento? Que conhecimento eu quero agregar para quem ler este trabalho? Com tudo isso definido, você estará preparado para o próximo passo.

5. Defina a estrutura e métodos de pesquisa

Um texto informativo eficiente precisa ter uma sequência lógica. Comece pelo básico: introdução, desenvolvimento e conclusão. Você não precisa produzir o trabalho nesta sequência, mas é importante que, ao final, ele tenha essa estrutura.

Faça um rascunho de tudo o que você pretende abordar em cada parte do trabalho. Na introdução você pode abordar o contexto histórico do tema, o que te levou a fazer a abordagem escolhida e quais métodos de pesquisa você utilizou. Será uma análise? Uma pesquisa quantitativa e qualitativa? Uma coleta de dados? Isso precisa estar definido.

No desenvolvimento, você apresentará a sua análise, pesquisa, dados e argumentos. Na conclusão, você responderá a pergunta que a pesquisa propôs no tema.

Em todas as partes você precisa ser específico e convencer o leitor da credibilidade das informações e dos seus argumentos.

Lembre-se: a sua opinião não é base para nada em um trabalho científico. Tudo o que você afirmar no texto precisa ser comprovado com outros autores, pesquisas, dados e fatos.

6. Siga as normas da ABNT e/ou de onde o artigo será publicado

Ainda que você esteja lendo este artigo para produzir o seu primeiro trabalho científico, com certeza já ouviu falar nas famosas regras da ABNT. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é quem padroniza a formatação dos trabalhos científicos e acadêmicos no Brasil.

Pois é, você não vai poder formatar o seu trabalho do jeito que quiser. Para facilitar, leia sobre as principais regras e procure já escrever o trabalho dentro delas. No final você acerta o que faltar.

Além disso, se vai publicar o trabalho, você precisa verificar o formato dos trabalhos do periódico escolhido.

7. Cuidado com o plágio!

plágio é crime previsto em lei dentro do Código Penal Brasileiro, no artigo 184. Coisa séria, não é? Então é preciso ter muita atenção, pois você pode cometer plágio até mesmo de forma não intencional.

trabalho científicoCom certeza você encontrará diversas pesquisas e trabalhos que utilizará como base e referência no seu. Você pode e deve utilizar as informações e ideias de outros autores. E para isso, você deverá fazer uso dos diferentes tipos de citações.

Citação direta: é a cópia na íntegra do que foi escrito por outra pessoa. Deve vir entre aspas e ser seguida pelo nome do autor, ano e página da obra ou site utilizado como fonte.

Citação indireta: quando você faz uso das ideias de outra pessoa com suas próprias palavras. Deve ser seguido pelo nome do autor entre parêntesis.

Ao final do seu trabalho, você deverá incluir um tópico intitulado “referências” ou “bibliografia”. Lá você deve colocar absolutamente TODAS as referências de TODOS os livros, sites, citações, arquivos, trabalhos e pesquisas que utilizar em seu texto.

Utilize ferramentas como o NoPlag para garantir que seu texto não contém nada duplicado. Afinal, nada será pior para a sua reputação acadêmica do que uma acusação de plágio.

8. Faça boas revisões

Revise seu trabalho minunciosamente e mais de uma vez! Neste processo, verifique se seu texto é fácil de ser compreendido. Veja se há parágrafos ou frases longas demais, com muita “encheção de linguiça”. Confira a coesão, a coerência e passe em um revisor ortográfico.

Peça para seus colegas lerem e opinarem. Afinal já estamos acostumados com nosso estilo de texto e modo de pensar, por isso alguns erros passam despercebidos quando revisamos nosso próprio texto.

Se possível, peça também para seu orientador ou um professor de confiança ler. Ele pode acrescentar ideias e pontos de vista úteis para que seu trabalho fique ainda melhor.

Não se esqueça de conferir se seguiu todas as normas da ABNT e do periódico escolhido.

Tenha a motivação correta!

Produzir não é nada fácil, mas os trabalhos científicos bem pensados e com uma abordagem relevante são muito importantes para o avanço da sociedade. Não produza apenas para fazer volume em seu currículo. Faça o seu melhor, por você e pelo próximo. O seu trabalho pode ter impactos que você nem imagina!

Desejamos boa sorte na produção do seu trabalho científico!

REFERÊNCIAS
http://www.scielo.br/pdf/ress/v26n3/2237-9622-ress-26-03-00661.pdf

Artigos Relacionados

Você provavelmente também vai se interessar em: